em Versões por

Eduardo Braide, campanha de 2016: o trabalho X Fake News e mentiras

Olá! Políticos e jornais começam a especular os tempos que os candidatos terão na TV. Mas vejam … segundos a mais, ou a menos, não decidem sozinhos.

Na última eleição para Prefeito, tivemos uma experiência interessante em São Luís do Maranhão. Fiquei na retaguarda, dando palpite e a Fernanda Zuccaro foi pra linha de frente local.

Fernanda. Venha cá pra frente, contar o que aconteceu.

Nosso candidato, Eduardo Braide, só dispunha de 11 segundos na TV. Dava pra falar uma frase. E tinha 2,7 por cento de intenção de voto, enfrentando conhecidos políticos locais.

Nós criamos e implementamos para ele, uma série de situações alternativas. Não me peçam pra contar quais foram, porque isso é segredo profissional.

Surpresa geral: ele foi pro segundo turno, enfrentando o Prefeito, candidato à reeleição, apoiado pelo governador.  Quando passou à frente, nas pesquisas de intenção de voto, as máquinas dos adversários foram pra rua cheias de fake news, mentiras e etc. ($$$ – faz o gesto com a mão).

Conclusão: o prefeito foi reeleito: 53,9 a 46 por cento.

CSR

Também não posso contar os detalhes, mas o fato é que Fernanda fez lá um belíssimo trabalho, centrado em 3 pontos:

  • uma estratégia correta;
  • a verdade transmitida corretamente;
  • um candidato bem preparado;
  • e atenção permanente nas turbulências da campanha.

Simples, não ?!

 

Versão dos Fatos 11

Estrategista e Consultor em Marketing Político e Institucional Chico Santa Rita é jornalista e publicitário. Criou Versão dos Fatos baseado na experiência de quase 50 anos de trabalho nas várias áreas da Comunicação. São Análises descomprometida da realidade brasileira.

Deixe uma resposta

Your email address will not be published.

*